*Origem da igreja:  No dia 02 de agosto de 1891, o imigrante italiano Rafael Buratto, casado com Amália Sartori, recebe de presente de seu sogro Salvador  Sartori, um  quadro, em óleo, da imagem de São Pelegrino, santo venerado em Treviso, Itália. Em terreno de sua propriedade, ergueu um “capitel”, mais tarde substituído por uma pequena capela, localizada no mesmo lugar, com frente a então estrada, hoje Av. Rio Branco, onde se acha a casa nº 266.  Em 1938 foi inaugurada nova igreja, também de madeira, no ângulo entre a Avenida Rio Branco e a Rua Feijó Júnior.  Em 19 de março  de 1944  foi lançada a pedra fundamental da atual igreja inaugurada a 02 de agosto de 1953. Arquiteto: Vitorino Zani. Engenheiros: Luiz Lessegneur de Farias e Leovegildo Paiva.
*Calçada da Igreja: Símbolo do Ano Jubilar.  Logotipo do Jubileu dos 2000 Anos do nascimento de Jesus Cristo, idealizado pela jovem italiana Emmanuela Rocchi, projeto local adaptado pela Arquiteta Celina Galiotto Furlan.  Inaugurado aos  03 de dezembro de l998

 *Portas de Bronze: Obra do escultor Augusto Murer, de Falcade, Província de Belluno, Itália e fundidas na Siderúrgica Tomé Ltda., de Caxias do Sul.  Bandeira da Porta Central: Saída dos imigrantes da Itália, as velas que marcam a viagem e famílias  de imigrantes com  a  presença da Igreja  -  representada pela figura do padre.
  À esquerda - Porta do Amor: Exaltação à família.  À direta - Porta da Justiça: Mapa das 17 léguas que constituíram o território da colônia de Caxias e exaltação da pequena propriedade.  Porta Central - Porta da Paz: Homenagem à epopéia da imigração e colonização italiana no Rio Grande do Sul. Inauguradas em 29 de outubro de 1983.

 *Pinturas de Aldo Locatelli.  Natural de Villa D’Almè, Bérgamo, Itália. Dá início em 1951, com o quadro da Santa Ceia, as pinturas da Igreja São Pelegrino. Seus trabalhos se prolongam até 1960, com as telas da Via Sacra.  Destacam-se, além da Santa Ceia e das 14 telas da Via Sacra: os afrescos retratando São Pelegrino, São José, Aparição de Nossa Senhora de Caravággio, Aparição do Sagrado Coração de Jesus a Santa Margarida Maria de Alacoque, as 14 Obras de Misericórdia e, no teto, a Criação do Mundo, Criação do Homem, Expulsão do Paraíso,  o majestoso Juízo Final e o Dies Irae.   

  *Réplica da Pietà de Michelangelo, doada pelo Papa Paulo VI, por ocasião do centenário da imigração italiana no Rio Grande do Sul, 20 de maio de 1975. Aos pés da imagem túmulo do Padre Eugênio Ângelo Giordani, falecido em 06 de março de 1985, idealizador e mentor da Igreja São Pelegrino, monumento de arte e religiosidade.

 *Réplica do Sudário de Turim.  Exposta em 1984.

 *Essa Eletrônica: original dispositivo para as encomendações litúrgicas. 1969.